Carregando
  • contato@gravidadezerochurch.com.br
slide

REAL . RELEVANTE . MORTAL

UM PROJETO DE RENÚNCIA PARA UMA VIDA RELEVANTE

O mundo não mudou, não mais do que o etíope pode mudar sua pele ou o leopardo suas manchas. O mundo e Cristo ainda estão em aberto antagonismo. Por conseguinte, está escrito: “Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” (Tiago 4:4). É impossível andar com Cristo e comungar com Ele, até que tenhamos nos separado do mundo. Andar com Cristo necessariamente envolve compartilhar Sua humilhação: “Saiamos, pois, a Ele, fora do arraial, levando o seu vitupério” (Hebreus 13:13). Isto foi o que Moisés fez (veja Hebreus 11:24-26). Quanto mais próximo eu andar de Cristo, mais eu serei mal-entendido (1 João 3:2), ridicularizado (Jó 12:4) e detestado pelo mundo (João 15:19). Não se engane é impossível continuar com o mundo e ter comunhão com Cristo. Portanto, “tomar” minha “cruz” significa, que eu deliberadamente convido a inimizade do mundo através da minha recusa em ser “conformado” a ele (Romanos 12:2). Mas, o que importa as perseguições do mundo, se estou sendo conformado ao meu Salvador?
slide

UM CONVITE AO GÓLGOTA

LUGAR ONDE TITÃS, CÉSARES E SANTOS SE DOBRAM

O que é um “cristão”? Alguém que sustenta membresia em alguma igreja terrena? Não!!! Alguém que crê num credo ortodoxo? Não!!! Alguém que adota um certo modo de conduta? Não!!! O que, então, é um cristão? Ele é alguém que renunciou a si mesmo e recebeu a Cristo Jesus como Senhor (Colossenses 2:6). Ele é alguém que toma o jugo de Cristo sobre si e aprende dEle que é “manso e humilde de coração”. Ele é alguém que foi “chamado à comunhão de seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor” (1 Coríntios 1:9): comunhão em Sua obediência e sofrimento agora, em Sua recompensa e glória no futuro sem fim. Não há como pertencer a Cristo e viver para agradar a si mesmo. Não se engane!!! "E qualquer que não tomar a sua cruz e não vier após mim não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:27), disse Cristo. E novamente Ele declarou, “Mas aquele (ao invés de negar a si mesmo) que me negar diante dos homens (não “para” os homens: é conduta, o caminhar, que está aqui em vista), também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus” (Mateus 10:33).
slide

ESTILO E VIDA DE CRUZ

VESTIDOS DE MORTAL LUCIDEZ E TEMOR ESPIRITUAL

Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á” (Mateus 16:25). Palavras quase idênticas a estas são encontradas novamente em Mateus 10:39. Marcos 8:35, Lucas 9:24; 17:33, João 12:25. Certamente, tal repetição mostra a profunda importância de notar e prestar atenção no que Jesus falou. Ele morreu para que nós pudéssemos viver (João 12:24), e assim devemos fazer (João 12:25). Como Paulo, devemos ser capazes de dizer “Em nada tenho a minha vida por preciosa” (Atos 20:24). A “vida” que é vivida para a gratificação do ego neste mundo, está “perdida” para eternidade; a vida que é sacrificada para os interesses próprios e rendida a Cristo, será “achada” novamente, e preservada durante toda a eternidade.
slide

SEM GÓLGOTA NÃO HÁ PARAÍSO

E ASSIM, NÓS QUE VIVEMOS, ESTEJAMOS SEMPRE ENTREGUES A MORTE POR AMOR DE JESUS

Tomar minha “cruz” significa uma vida voluntariamente rendida a Deus. Como o ato dos homens ímpios, a morte de Cristo foi um assassinato; mas como o ato do próprio Cristo, foi um sacrifício voluntário, oferecendo a Si mesmo a Deus. Foi também um ato de obediência a Deus. Em João 10:18 Ele disse, “Ninguém a [Sua vida] tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou”. E por que Ele o fez? Suas próximas palavras nos dizem: “Este mandato recebi de meu Pai”. A cruz foi a suprema demonstração da obediência de Cristo. Nesta Ele foi o nosso Exemplo. Filipenses 2:5 diz: "Que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus”. E nos versos seguintes nós vemos o Amado do Pai tomando a forma de um Servo, e tornando-Se “obediente até a morte, e morte de cruz”. Agora, a obediência de Cristo deve ser a obediência do cristão — voluntária, alegre, sem reservas, contínua. Se esta obediência envolve vergonha e sofrimento, acusação e perda, não devemos nos acovardar, mas por o nosso rosto “como um seixo” (Isaías 50:7). A cruz é mais do que o objeto da fé do cristão, ela é o sinal de discipulado, o princípio pelo qual sua vida deve ser regulada. A “cruz” significa rendição e dedicação a Deus: “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional” (Romanos 12:1).

REVEJA SKULL 2015

Real . Relevante . Mortal


Homens com estilo de vida de cruz, despidos de si, vestidos de mortal lucidez, sem face e sem reputação... Através desta cultura em nós, NOS MOVEMOS.


PRELETORES

Inscrição

Faça JÁ a sua inscrição para o Skull Culture Conference, um estilo novo de vida nestes dias.

2lote

disponível

EU QUERO IR

1lote

indisponível

3lote

indisponível

Skull Culture Conference

A Skull Culture Conference acontece com o intuito de resgatar o evangelho inicial “reset”, cujo a cultura tinha como foco a total renuncia do “EU”. Nesta igreja todas as coisas eram comuns, eram unanimes, tinham o mesmo pensar, eram singelos e puros de coração... ERAM UM! (Atos 2:42-47 & Jo 17:21-26). Esta cultura de renúncia foi hoje ofuscada pelas várias vozes, interesses, promessas de prosperidade e status, que privaram a sociedade de conhecer a vontade do Pai em sua forma mais pura e simples.

Esta cultura de renúncia protegia o TODO trazendo o senso comum acerca dos propósitos eternos e do ser igreja com todas as suas implicações. Queremos derrubar as paredes e construir pontes, proclamar que o amor do Pai é acessível a todos os nichos da sociedade e à todo homem. CREMOS QUE A EXPRESSÃO MÁXIMA DO ÁGAPE FOI A “ESCOLHA” DO GÓLGOTA. SEM GÓLGOTA NÃO HÁ PARAÍSO

Localização

Como chegar

Como chegar

Digite Saindo de para obter a direção e clique no botão Obter direção.

Dúvidas?